Sniper Americano - Chris Kyle

"Não sou inocente e não romantizo a guerra e o que precisei fazer lá. Os piores momentos da minha vida aconteceram como Seal. Perder os companheiros. Ver um moleque morrer nos meus braços."





Sniper está fazendo um enorme sucesso, tanto nas livrarias, como nos cinemas. Todo mundo - ou quase - está querendo ler o livro ou ver o filme que sem dúvidas é um dos mais comentados entre as pessoas. Mesmo quem nunca ouviu falar em Chris Kyle. Mesmo quem nem saiba o que é Sniper. É incontestável que se tornou um grandioso sucesso.

Logo quando soube do lançamento do livro, quis ler. É o tipo de autobiografia que desperta o meu interesse e a minha curiosidade. O filme ainda pretendo ver, mas sempre deixo para depois de já ter lido o livro!

Uma das curiosidades que as pessoas mais tem sobre esse livro é o fato de conter ou não informações confidenciais. Acho que é bem claro para a grande maioria que os EUA nem permitiria a publicação do livro se contivesse não é?! Claro que seria interessante descobrir algumas coisas, porém, isso não torna a obra menos interessante. Nenhum pouco.

Particularmente, eu adoro livros que são baseados em fatos reais, mesmo que sejam ficções. Mas este é uma autobiografia, narrado em primeira pessoa, sem rodeios ou preocupações com certas expressões. Eu me apaixonei por esse livro.

Não tem como saber como é a vida de um membro do exército. Não temos nem como imaginar como é a vida de alguém que já viveu uma guerra. Chris conta sua história através de relatos surpreendentes, tentando dizer um pouquinho de como é ser um Seal, de como foi a sua história na guerra.

O livro é dividido em 14 capítulos, além de nota do autor, agradecimentos, prólogo e um mapa do Iraque. Dentro de cada capítulo existem vários "sub-capítulos", que seriam como pequenas histórias agrupadas dentro da história maior. Afinal, não é um romance ou um conto. É uma biografia. Uma autobiografia escrita com base em memórias dos acontecimentos e com ajuda das pessoas que também os vivenciaram. Também existem pequenas partes escritas pela mulher de Chris, Taya. Taya tem pouquíssima participação no livro como 'narradora', mas descreve como foi a vida ao lado de Chris através de pequenos trechos.

Não sou acostumada a fazer resenhas de biografias, e não quero revelar aqui acidentalmente alguns detalhes, mas Sniper foi um livro que entrou para a minha lista de favoritos, e que criou em mim um orgulho pela história desse homem.

A capa é linda, a edição é maravilhosa, não encontrei erros. E mais uma vez a Intrínseca está de parabéns.

A quem ainda não leu, não perca mais tempo! É uma história de vida que vale a pena ser conhecida. Duvido você não sentir até mesmo um pouquinho de inveja do sentimento patriotista que fica tão evidente no livro!



Quotes:


É sobre ser um homem. E é sobre o amor, assim como sobre o ódio.
Não importa quanto dinheiro você ganha - dizia meu pai. - Não vale a pena se você não se sente feliz.
Eu adorava. Odiava, desprezava, xingava... mas adorava.
Deixe-me fazer o que fui treinado para fazer em qualquer lugar que seja necessário.
Guerra e paz não parecem combinar.
Apesar do que sua mamãe lhe disse, a violência resolve problemas, sim.


Título: Sniper Americano
Autor: Chris Kyle
Páginas: 344
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580576443
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger